Neste domingo pela manhã, como já é de costume eu acordei cedo para assistir ao GP de Fórmula 1, que neste fim de semana ocorreu em Monza, na Itália. E quem diria que, esta última participação de um país europeu no calendário deste ano, me faria sentir uma saudade imensa das minhas raízes por aquele continente…

Enquanto eu conversava com meus amigos do Ultrapassagem, através do chat online que temos durante os treinos e as corridas, surgiu um leitor do blog chamado André, que me disse ser da cidade de Foz Côa, mas em meio às conversas sobre Fórmula 1, não houve espaço para continuarmos o assunto. Porém os sentimentos que esse início de conversa despertou em mim continuam vivos até agora… por isso venho aqui compartilhá-los com vocês, leitores.

Essa simples oportunidade de compartilhar alguns minutos da minha manhã de domingo com alguém que está lá na minha amada terra lusitana, fez-me viajar no espaço e tempo. E assim voltei à dezembro de 2007 e janeiro de 2008, durante a melhor viagem que já fiz em meus 25 anos de vida, quando conheci um pouco do meu passado e do futuro da minha irmã, que há quase 9 anos mora em Almada, próximo à Lisboa.

Nessa viagem conheci as praias do Algarve, os vinhos do Alentejo, a dramaticidade do Porto, e a beleza de Lisboa… mas acima de tudo conheci a mim mesma!

Mari Espada.