O muro de Berlim foi construído em 1961 e caiu em 1989. Mas ele ainda está presente na paisagem urbana, nos costumes dos moradores e até no time de futebol do Leste e do Oeste.

Assim é Berlim, uma cidade marcada por duas grandes guerras e que – justamente por isso – possui dois modestos times de futebol.

Enquanto a maioria das cidades da Alemanha construíram vínculo com um único time, que cresceu junto com as suas gerações, e passou tal tradição de pai para filho (mesmo que o filho viesse a mudar de cidade). Em Berlim, tanto o futebol quanto as gerações sofreram longas pausas, e tal vínculo se perdeu pelo caminho.

Assim, o Hertha no Oeste e o Union no Leste lutaram para se manter ativos, e atualmente possuem o seguinte número de torcedores que, segundo o mapa geográfico, reforça ainda mais a marca do muro de Berlim.

Atualmente o Hertha é o maior time da cidade, e tem reunido um número constante de aproximadamente 50 mil torcedores por jogo. Sendo que no jogo pela Bundesliga (campeonato nacional) contra o Hamburger, eu fiz parte dessa multidão, e levei sorte para o time da cidade, que venceu por 2 a 1.

Mas o Hertha não é um time de vitória garantida, como o Borussia Dortmund ou o Bayern de Munique, e essa sofrência faz qualquer Corinthiano se sentir em casa…

Na real, eu não sou muito ligada em futebol não. Mas gosto de esportes, história e arquitetura, então não poderia perder a oportunidade de ir ao jogo acompanhada dos meus pais e do meu marido.

Atualmente o Hertha tem sede no Olympia Stadium, que foi projetado para as olimpíadas de 1916 (que não aconteceu por causa da primeira guerra) e foi construído para as olimpíadas de 1936 (a primeira televisionada ao vivo – e durante o regime nazista).

Na segunda guerra o estádio foi pouco destruído, perdendo apenas 1 torre, que não foi reconstruída. No pós guerra ele foi reformado, incluindo uma cobertura e a ampliação da arquibancada (através do rebaixamento do campo), sendo que agora o estádio abriga mais de 70 mil torcedores sentados confortavelmente.

Para chegar lá, basta descer na estação Olympiastadium da U2 e caminhar alguns minutos pelo parque olímpico. Também tem a opção de ir de S5 ou M49, ou seja, fácil acesso garantido. E eu recomendo a visita!

Tooooorrrr! Goooooolllll! 🙂
Mari.