PREVIEW

Anteriormente, eu relatei a minha história com anticoncepcionais, desde a escolha do método até o desconforto do primeiro mês de uso do DIU Mirena.

E agora eu voltei para contar sobre a adaptação durante os 6 primeiros meses…

1 mês com o DIU Mirena


PRIMEIRO SEMESTRE

Passadas as cólicas chatas do primeiro mês, eu só voltei a sentir alguma dor com 3 meses de uso do DIU Mirena, quando tive uma forte TPM que durou apenas 1 dia, e um sangramento mínino (do tipo que um Carefree já resolve) por 1 semana.

A partir de então, do terceiro ao sexto mês, tenho passado por esse ciclo todo-santo-mês!

Particularmente, eu não tinha esperanças de viver sem menstruar, pois eu já tinha utilizado pílula de uso contínuo e sempre tive escapes a cada 3 meses aproximadamente. Mas com o DIU Mirena – pelo menos até o sexto mês – os escapes tem sido mensais.

Além disso, sinto cólica no período de ovulação, com duração de uns 2 dias. Isso é algo que eu só senti quando estava sem tomar nenhum anticoncepcional. Ou seja, a quantidade de hormônios liberados pelo DIU Mirena é tão baixa que nem interfere no funcionamento natural do meu organismo.

Mas calma! Pois a liberação de hormônios é mais que suficiente para garantir seu efeito anticoncepcional.

E o ponto positivo dessa baixa taxa hormonal logo foi percebido com a redução significativa das minhas espinhas / acnes, que haviam chegado a um nível absurdo durante o uso do Cerazette. Quanto a isso, eu só tenho a agradecer.

SAIBA MAIS

Farei um novo relato ao completar 1 ano de uso do Mirena, e a partir de então quando ocorrer alguma novidade. Aguarde… 😉

Mariana.