Em fevereiro de 2018 nós começamos essa longa jornada. Nesse período de 1 ano e 1 mês, o Arthur passou por muitas avaliações de diferentes médicos e especialistas, que emitiram seus relatórios de análises clínicas. Então hoje – FINALMENTE – a equipe médica do SPZ sentiu-se segura para fechar o diagnóstico de Autismo infantil.

Eu sei que isso é somente um nome em um papel, que não explica as causas e nem limita as possibilidades. Mas essa é uma conquista muito importante, pois esse rótulo é sinônimo de acesso às terapias pagas pelo governo, dentre outros direitos oferecidos para uma criança especial na Alemanha / Berlim. Pois com o diagnóstico anterior de Transtorno global do desenvolvimento e suspeita de autismo, nós só tínhamos acesso às terapias pagas pelo plano de saúde – Como é o caso da musicoterapia, que o Arthur vai continuar fazendo.

A batalha não acaba aqui, mas agora temos armas para lutar!

Então vamos entrar na fila de espera de duas instituições, para que o Arthur consiga uma vaga para fazer terapia ABA (e outras) no Kita e em casa. Também vamos realizar um teste genético, onde é possível identificar se há alguma síndrome associada ao autismo. E um eletroencefalograma, para ver se há alguma possibilidade de epilepsia ou necessidade de medicação. Além disso, faremos todas as avaliações periódicas, para manter todos os benefícios que já conquistamos até agora.

Assim seguimos caminhando por uma vida autônoma e feliz para o nosso Arthurzinho. 💙

Mari Espada.